segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

ORQUESTRA FILARMÔNICA DE VIOLAS SOBE AO PALCO DA CAIXA CULTURAL CURITIBA COM 18 VIOLEIROS



Projeto Brasil de Dentro promete encantar o público com repertório que passa por Villa-Lobos, Milton Nacimento, Almir Sater e muito mais
A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, de 27 a 29 de janeiro, a Orquestra Filarmônica de Violas, que integra o projeto Brasil de Dentro – tradições e modernidades na viola caipira. Em Curitiba, eles interpretam obras importantes da música de concerto e da canção brasileira e internacional e recebem como convidados Ricardo Herz (violino brasileiro) e Alexandre Ribeiro (clarinete).
As músicas escolhidas para o concerto incluem obras de Villa-Lobos, Milton Nascimento, Tavinho Moura, Ernesto Nazareth, Dominguinhos/Gil, Almir Sater e Tião Carreiro.  
A elaboração e interpretação dos arranjos são diferenciais da Filarmônica, que utiliza a estrutura equivalente aos naipes orquestrais, mas apenas com violas caipiras. Os violeiros são divididos em naipes (subgrupos) que executam, simultaneamente, linhas musicais independentes dentro de cada música. Agrupados por funções, diferentes naipes fazem melodia, acompanhamento com acordes, linhas de baixo, segunda melodia e percussão. Tudo utilizando o mesmo instrumento. O resultado sonoro harmonioso da viola brasileira de dez cordas, vivo, rico em detalhes e ao mesmo tempo popular, provoca uma ampla gama de sonoridades, texturas e nuances.
Além de arranjos bem elaborados, o desenvolvimento musical dos integrantes da Filarmônica é surpreendente.
Álbum Encontro das Águas
O show em Curitiba marca também o lançamento do álbum Encontro das Águas, que tem direção de João Paulo Amaral e como convidados alguns dos mais renomados solistas brasileiros da atualidade, de diferentes segmentos e estilos: Nailor Azevedo, o “Proveta”, e Alexandre Ribeiro no clarinete e saxofone, Fabio Presgrave no violoncelo, Ricardo Herz no violino, Toninho Ferragutti com seu acordeom. Além de participar como solista de violão de 8 cordas, e Chrystian Dozza compôs uma obra sob encomenda para a Filarmônica de Violas.
O álbum integra o projeto Brasil de Dentro – tradições e modernidades na viola caipira que consiste ainda na criação de uma plataforma online sobre a OFV e que serve também como difusora de conhecimento acerca do instrumento –  www.filarmonicadeviolas.com.br.
Trajetória resumida
A Filarmônica de Violas surgiu em 2001 na cidade de Campinas (SP), idealizada pelo reconhecido violeiro e pesquisador Ivan Vilela, que durante nove anos implementou sua proposta pioneira de aplicar arranjos orquestrados para um grupo instrumental apenas formado por violas caipiras. A partir de 2011, após um período de transição, o projeto musical continuou a ser desenvolvido sob a direção de João Paulo Amaral.
A Orquestra já registrou seu trabalho em dois álbuns homônimos, lançados em 2005 e 2011. Dentre os prêmios e indicações do grupo, destaques para Prêmio Rival-Petrobrás em 2005 na categoria Atitude, prêmios dos editais ProAC para a turnê Viola na Trilha dos Bandeirantes em 2008 e a criação da Plataforma online Filarmônica de Violas, em 2015.
O grupo já tocou com nomes como Tinoco, Tetê Espíndola, Irmãs Galvão, Renato Brás, Ana Luiza, Ná Ozetti, Suzana Salles, Ana Gilli, Paulo Freire, Lenine Santos, Nailor Proveta e Fabio Presgrave.
Vídeos da Orquestra Filarmônica de Violas:
Serviço
Música: Brasil de Dentro – Orquestra Filarmônica de Violas
Local: CAIXA Cultural Curitiba, Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: 27 a 29 de janeiro de 2017 (sexta a domingo)
Horário: sexta-feira e sábado, às 20h. Domingo, às 19h.
Ingressos: vendas a partir de 21 de janeiro (sábado). R$ 20 e R$ 10 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h, e domingo, das 16h às 19h)
Classificação etária: livre para todos os públicos
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

Polysom relança discos do Clube da Esquina em parceria com a Universal Music



    
​​
Iniciado em Belo Horizonte nos anos 1960, o Clube da Esquina influenciou as gerações seguintes, mineiras ou não. Seus artistas inovaram na sonoridade e nas letras. Em janeiro, a coleção “Clássicos em Vinil”, da Polysom, em parceria com a Universal Music, traz de volta às lojas os discos “Clube da Esquina” (1972) e “Clube da Esquina 2” (1978), em vinil duplo de 180 gramas.
O primeiro título traz 21 canções, interpretadas por Milton Nascimento e Lô Borges. Beto Guedes canta com Milton “Saídas e Bandeiras Nº1”, “Saídas e Bandeiras Nº 2” e “Nada Será como Antes”. Alaíde Costa também participa do álbum em “Me Deixa em Paz”. Entre os sucessos estão “Clube da Esquina Nº 2”, “Tudo que Você Podia Ser”, “Trem Azul”, “Um Girassol da Cor do Seu Cabelo” e “Paisagem da Janela”.
“Clube da Esquina 2” traz 23 faixas, assinadas por Milton, Lô, Marcio Borges e grandes parceiros: Fernando Brant, Flavio Venturini, Murilo Antunes, Ronaldo Bastos, Joyce Moreno, Ruy Guerra, Beto Guedes e Danilo Caymmi, entre outros. Milton, que canta todas as canções, divide o vocal em algumas com Elis Regina (“O que É Feito Devera (De Vera)”), Chico Buarque (“Canción por la Unidad Latinoamericana”), Boca Livre (“Mistérios”) e Flavio Venturini (“Nascente”).
Mais informações: http://polysom.com.br/

Programação semanal James de 18 a 21 de Janeiro




PROGRAMAÇÃO JAMES BAR
DE 18 A 21 DE JANEIRO

QUARTA 18.jan: 22h
DJ residente Ale Dantas e Claudinha Bukowski.
Convidado Monge Han.
DOUBLE DRINK de destilados nacionais até 1h.
HEINEKEN 600ml a preço de long neck até a 0h.
ENTRADA PROMOCIONAL a R$ 5 até as 23h.
R$ 15

QUINTA 19.jan: 22h
DJs ADRN, Bila Sampaio (Baile da Carne Livre) e Funkzomba (Batalha de iPod).
CONCURSO DE TWERK e PROMO RAINHA DO BAILE, no evento.
OPEN BAR de Caipirinha de cachaça e limão entre as 22h e 23h.
DOUBLE DRINK de Caipirinha de cachaça e limão até as 2h.
R$ 25 (R$ 20 Lista Amiga) até as 23h e R$ 30 (R$ 25 Lista Amiga) após.

SEXTA 20.jan: 22h
DJs Denis James, Ale Dantas e Claudinha Bukowski.
DRINK GRATUITO Moscow Mule para cada cliente até 23h.
DOUBLE DRINK Jägerbomb entre 23h e 1h.
ENTRADA PROMOCIONAL a R$ 20 até 0h e R$ 25 após.

SÁBADO 21.jan: 22h
DJs residentes Ale Dantas, Bernardo Correia e Denis James.
DRINK GRATUITO Cuba Vodka para cada cliente até 23h.
DOUBLE VODKA COM ENERGÉTICO entre 23h e 1h.
DOUBLESHOTS na garrafa ao longo da noite.
ENTRADA PROMOCIONAL a R$ 25 até 0h e R$ 30 após.


*PROGRAMAÇÃO SUJEITA A ALTERAÇÃO SEM AVISO PRÉVIO.
Av. Vicente Machado, 894. Curitiba/PR. (41) 3222-1426. Formas de pagamento: Todos os cartões de débito e crédito Amex, Diners, Master, Visa e Visa Vale-Refeição.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Show Cronistas da Cidade homenageia São Paulo em seu 463º aniversário

No repertório, clássicos de Adoniran Barbosa e Paulo Vanzolini na voz de Dani Mattos & Toque de Bambas. Show tem participação especial do ator Pascoal da Conceição que interpretará poesias de Mario de Andrade. Ao final, o público poderá curtir a Velha Guarda do Samba da Barra Funda. 
Show com Dani Mattos & Toque de Bambas traz o melhor do samba no aniversário de São Paulo.  Foto Douglas Garcia

No próximo dia 25 de janeiro, quarta-feira, às 11h, a Casa Mário de Andrade recebe o show Cronistas da Cidade, onde o grupo Dani Mattos & Toque de Bambas homenageia em verso, prosa e muito samba, a cidade de São Paulo, através das composições de Adoniran Barbosa, Paulo Vanzolini e Germano Mathias.
No repertório, clássicos como Samba no Bixiga, Luz da Light/Acende o candeeiro, Samba Italiano, Apaga o fogo, Mané (Adoniran Barbosa), Praça Clovis, José, Samba Erudito (Paulo Vanzolini) entre outros.
Com toques de humor, o show busca ilustrar as canções com breves informações e diálogos desses compositores que retrataram a vida na capital durante o século XX. “Aliamos ao repertório musical desses mestres do samba, a poesia de Vanzolini, e diálogos cômicos criados por Adoniran e Osvaldo Moles para as típicas personagens das novelas de rádio”, explica a cantora e pesquisadora, Dani Mattos.
Adoniran e Vanzolini, capturaram em suas composições o jeito de ser peculiar do habitante da cidade de São Paulo, recém metrópole, repleta de viadutos e edifícios altos, mas também de arrabaldes, vilas e ruas de aspecto interiorano, onde a luz da Light sempre acabava dando lugar a vela e o querosene.
O espetáculo traz como convidado especial o ator, diretor e produtor teatral Pascoal da Conceição que interpretará poesias de Mario de Andrade. O artista atuou em diversos papéis no teatro, cinema e na TV, os mais conhecidos: Dr. Abobrinha na série infantil “Castelo Rá-Tim Bum” (TV Cultura), Mário de Andrade na minissérie “Um Só Coração” e na minissérie JK (Rede Globo).
Sobre Dani Mattos & Toque de Bambas
Formado em 2008 em rodas de samba, Dani Mattos & Toque de Bambas exploram compositores e temas da história do samba e da Música Popular Brasileira, do século 20 até os dias atuais. A proposta do grupo é a exaltação de sambas clássicos, atemporais por meio de vasta pesquisa sobre as obras de compositores como: Vanzolini, Germano Mathias, Adoniran Barbosa, Geraldo Pereira, Príncipe Pretinho e outros grandes nomes eternizados por suas canções.
O grupo é formado por Dani Mattos (voz, direção musical e artística), Tito Longo (vocal, cavaquinho, arranjos e direção musical); Rodrigo Carneiro (7 cordas), Edu Batata (vocal e percussão) e Koka Pereira (percussão).
Sobre a Casa Mário de Andrade:
A Oficina Casa Mário de Andrade foi inaugurada em agosto de 1990, no bairro da Barra Funda, endereço da antiga casa do escritor e intelectual Mário de Andrade, um dos principais ideólogos do movimento modernista e da Semana de Arte Moderna, em 1922.
A Casa abriga, além de oficinas de literatura e escrita, uma exposição permanente com objetos pessoais do modernista, além de gravações e filmes nos quais ele aparece.
Sobre a Poiesis
A POIESIS – Instituto de Apoio à Cultura é uma organização não governamental. A instituição, tem por objetivo o desenvolvimento sociocultural e educacional, com ênfase na preservação e difusão da cultura, desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para o complemento da formação de estudantes e público em geral. A POIESIS trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.
Serviço:
Show Cronistas da Cidade com Dani Mattos & Toque de Bambas
Data: 25/01/2017
Horário: 11h – quarta-feira
Entrada franca
80 lugares
Duração 1h30
Local: Oficina Cultural Casa Mário de Andrade
Endereço: Rua Lopes Chaves, 546 - Barra Funda Tels.: (11) 3666-5803 / 3826-4085

Pop, dance, funk e R&B: as novas noites do Soviet para o fim de semana





As festas do fim de semana no Soviet trazem uma variedade de estilos para agitar a pista. A Soviet Station leva muito R&B, funk e pop para a sexta-feira (13/1), com discotecagens de ADRN, Luiz Motta, Pedrô e Vitor Cruz. Desde a abertura da casa às 23h até 1h, há double dose de Catuaba, vodka e Ypióca. A entrada de R$ 25 tem desconto na lista amiga do Soviet App, saindo R$ 15 até 1h, e estudantes pagam R$ 10 até meia-noite.

A festa de sábado, Stardust, toca as grandes estrelas do pop e do dance, em uma noite feita para dançar. Com os DJs Gabriel Castro, Dimis, Duda Rezende e Pedrô, a festa tem double dose de Catuaba, vodka e gim até 1h. A entrada, de R$ 30, fica R$ 20 até 1h na lista amiga, e estudantes pagam R$ 15 até meia-noite. A lista amiga está disponível no Soviet App (para Android e iOS).

Soviet
Soviet Station - Sexta-feira, 13 de janeiro - 23h - DJs ADRN, Luiz Motta, Pedrô e Vitor Cruz - Entrada: R$ 25, com lista amiga R$ 15 até 1h e estudantes pagam R$ 10 até meia-noite
Stardust - Sábado, 14 de janeiro - 23h - DJs Gabriel Castro, Dimis, Duda Rezende e Pedrô - Entrada: R$ 30, com lista amiga R$ 20 até 1h e estudantes pagam R$ 15 até meia-noite
Endereço: R. Bispo Dom José, 2277 - Batel



Funk carioca de MC Sapão esquenta final de semana em Curitiba





Dono do hit "Vou Desafiar Você", o Mc Sapão agita a pista do +55 neste sábado (14/1). O funkeiro carioca é o grande convidado da festa 1%, que conta ainda com os DJs Rafa Magno, A.k.A. Dias e Du Hauer. Com abertura às 17h, a casa tem open bar para elas até 19h. Quem colocar nome na lista do evento no Facebook (www.facebook.com/events/718810824961053), tem desconto na entrada: até 19h, mulheres pagam R$ 30 e homens R$ 60. Após esse horário ou sem lista, entrada a R$ 40 feminina e R$ 80 masculina.

Funkeiro desde os 18 anos, o MC Sapão ganhou destaque cedo na carreira com "Eu Sei Cantar". Em 2012, gravou a primeira versão de "Rei do Baile", que três anos depois seria um hit, regravado com Mc Guimê e Mr. Catra. "Vou Desafiar Você" foi lançado no fim de 2014 e estourou nas rádios, programas de TV e na internet, com mais de 70 milhões de visualizações do clipe oficial no YouTube.

Festa 1% com Mc Sapão no +55
Data: Sábado, 14 de janeiro
Horário: abertura da casa às 17h
Entrada: nome na lista do evento no Facebook (www.facebook.com/events/718810824961053) até 19h feminina R$ 30 e masculina R$ 60. Sem lista ou após 19h, feminina R$ 40 e masculina R$ 80
Endereço: R. Vicente Machado, 866 - Batel
Informações e reservas: (41) 3322-0900, (41) 99247-3322

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

APÓS SHOWS COM INGRESSOS ESGOTADOS, METÁ METÁ VOLTA A CURITIBA COM REPERTÓRIO DE ÁLBUM PREMIADO




Disco MM3 foi eleito um dos melhores de 2016. Grupo se apresenta no palco da Arnica Cultural no dia 22 de janeiro

A banda paulista Metá Metá volta a se apresentar em Curitiba. O grupo faz show na Arnica Cultural no dia 22 de janeiro, domingo, com o repertório do elogiado álbum “MM3”, além de faixas de seus trabalhos anteriores. Este será o primeiro retorno dos músicos à capital paranaense após duas apresentações com ingressos esgotados em 2016.

“MM3” foi lançado de surpresa em maio do ano passado. Após algumas apresentações no Brasil, o grupo logo partiu para uma longa turnê por vários países da Europa, onde receberam inúmeros elogios da imprensa especializada. Não à toa, o disco foi citado em diversas listas internacionais que reuniram os melhores lançamentos de 2016. Por aqui, além das tradicionais listas de fim de ano, a banda recebeu o prestigiado prêmio da APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte, como melhor disco do ano.

Curiosidade
Essa será a primeira apresentação do Metá Metá em Curitiba fora do Teatro do Paiol. A banda, que vem à cidade frequentemente há alguns anos, sempre esteve no tradicional palco redondo do teatro. Dessa vez, o público curitibano poderá conferir o show de pé.

MM3
Em MM3, o Metá Metá apresenta um novo caminho, com fortes influências da África do Norte, de países como Marrocos, Etiópia, Niger e Mali. O disco foi gravado ao vivo durante em três dias e traz em sua sonoridade muita flexibilidade, dinâmica e improvisação, buscando ser fiel à sensação de êxtase, catarse e transe que o grupo transmite em seus shows.

A gravação conta com a colaboração dos músicos Marcelo Cabral (baixo) e Sergio Machado (bateria) na execução e criação dos arranjos, e apresenta canções em parcerias com compositores como Rodrigo Campos e Siba. As faixas foram mixadas por Gustavo Lenza e masterizado por Felipe Tichauer.

Trajetória
Metá Metá é o centro de uma cena musical na cidade de São Paulo, na qual artistas de um mesmo núcleo, como Romulo Fróes, Rodrigo Campos e Passo Torto, trabalham de forma colaborativa. Esse núcleo criativo lançou em cinco anos cerca de 30 discos, além de colaborar com artistas como Tony Allen, Criolo, Tom Zé e Elza Soares.

No primeiro disco, Metá Metá (2011), a banda mostrava um som minimalista, com poucos instrumentos, combinando polifonia e silêncio. No segundo álbum MetaL MetaL (2012), o grupo radicalizou a sonoridade e promoveu a interseção de vários elementos, como música brasileira, africana, latina, free jazz, punk rock e avant-garde. O álbum arrancou elogios de publicações como The Guardian, The Independent, Rolling Stone, The Wire, Les Inrockuptibles e Libération. O grupo passou por importante festivais europeus como Roskilde, Transmusicales e Mawazine.

Serviço:
Música: Metá Metá em Curitiba
Data: 22 de janeiro, domingo
Ingressos: R$ 60 e R$ 30 (meia)
Local: Arnica Cultural - Rua Otelo Queirolo, 237, Bigorrilho - Curitiba, PR
Produção: Santa Produção e Fineza Comunicação e Cultura
Apoio: Arnica Cultural, Farnel, A Caiçara